Apontamento (quando devia era estar a tirar apontamentos a sério)

Aprendemos a encontrar em nós próprios o conforto, a aquecer as mãos frias no pescoço, a puxar aquela madeixa de cabelo de uma determinada maneira, a dormir enrolados sobre nós, ou esticados, mas naquela posição perfeita em que sabemos que nada nos vai perturbar.

Creio que conseguimos chegar a um ponto em que estamos tão confortados connosco, com os nossos mecanismos de auto-defesa, que eles até parecem completamente indispensáveis, e aquilo que, à partida, complementaria essa engrenagem complicada transforma-se em algo estranho ou até invasivo. Quanto mais sólida e segura é a concha que construimos para nos protegermos, mais difícil se torna deixar alguém entrar…

Mas, em qualquer caso, por mais elaboradas que sejam as conchas, as nossas fraquezas nunca nos largam, incomodativas, irritantes… as nossas fatais falhas. Irónico que sejam elas, no final de contas, aquelas que têm a generosidade de deixar outro alguém entrar.

E quando ouvimos dizer por aí “Estamos juntos(as) porque aprendemos a lidar com as fraquezas um(a) do(a) outro(a)”, talvez estejamos, na verdade, a ouvir “As nossas falhas abriram brechas nas nossas conchas e juntaram-nos numa só.”

Letra:
In a foreign place
The saving grace was the feeling
That it was her heart that he was stealing
He was ready to impress

And the fierce excitement
The eyes are bright
He couldn’t wait to get away
And I bet that Juliet was just the icing on the cake
Make no mistake, no

And even if somehow he could have shown you
The place you wanted
Well I’m sure you could have made it that bit better on your own

And I bet she told a million people that she’d stay in touch
But all the little promises that don’t mean much
When there’s memories to be made

And I hope you’re holding hands by new year’s eve
They made it far too easy to believe
That true romance can’t be achieved these days

And even if somehow they could have shown you the place you wanted
Well I’m sure you could have made it that bit better on your own
You are the only ones who know

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s