Mudança de hora, noites maiores e a magia da “Music of the Night”

Como… como é que nunca antes me tinha apercebido do quão sublime isto é?

Fui ver o Fantasma da Ópera com a minha tia em 2004, tinha eu os meus 13 anos. Nessa altura, ainda exibiam filmes na sala grande. Foi absolutamente encantador ver um filme como este naquele ecrã e naquela sala que, para mim, continua a ser uma das salas de teatro mais bonitas que já vi. Apesar de ter levado toda a magia comigo, assim como o desconcertante final – na altura, debatia-me se a Cristine tinha feito a escolha certa, porque me sentia muitíssimo atraída por toda aquela mística da música, e do teatro, e dos túneis secretos – as músicas eram tantas e tão boas que não cheguei a prender-me verdadeiramente a nenhuma.

Pois ontem dei por mim absolutamente encantada com o poder da “Music of the Night”. Para fazer mesmo, mesmo o meu género, simplificava-a um bocadinho. Em vez de uma orquestra inteira, escolhia um piano, uma harpa e pouco mais. É claro que, nesta versão, fica muito mais apropriada a um palco, a um musical. Eu já ando é a pensar num cenário mais intimista. Andei a pesquisar covers no YouTube, mas é uma música muito difícil e muito exigente a nível vocal. Entendo que não seja a escolha da maioria das pessoas.

Enfim, o senhor Andrew Lloyd Weber estava mesmo inspirado quando a compôs. Quando for grande, quero ter um alcance vocal que me faça capaz de a cantar na perfeição. =)


P.S. A música só começa propriamente a partir do 1º minuto.

Letra:
Nighttime sharpens, heightens each sensation
Darkness turns and wakes imagination
Silently the senses abandon their defenses

Slowly, gently, night unfurls its splendour
Grasp it, sense it, tremulous and tender
Turn your face away
from the garish light of day
turn your thoughts away from cold unfeeling light
and listen to the music of the night

close your eyes and surrender to your darkest dreams
purge your thoughts of the life you knew before
close your eyes at your spirit start to soar
and you’ll live as you’ve never lived before

Softly, deftly, music shall caress you
Hear it, feel it, secretly possess you
Open up your mind, let your fantasies unwind
In this darkness that you know you cannot fight
The darkness of the music of the night

let your mind start a journey through a strange new world
leave all thoughts of the life you knew before
let your soul take you where you long to be
only then can you belong to me

Floating, falling, sweet intoxication
Touch me, trust me, savour each sensation
Let the dream begin, let your darker side give in
To the power of the music that I write
The power of the music of the night

You alone
can make my song take flight
help me make the music of the night

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s