If it kills me

Eu estava mesmo mais que convencida que já tinha postado esta performance aqui no blog, mas nunca é demasiado tarde.
Bem, para ser sincera, acho que isso é muito discutível. O timing das coisas, por vezes, é essencial. Chega a ser determinante, mesmo. Que o digam os especialista em dança, aliás, que saberiam avaliar melhor isto que eu.
Ainda assim, mesmo sem perceber nada de dança, devo dizer que acho esta coreografia e interpretação sublimes. Eles são o Jason Glover e a Jeanine Mason, ambos concorrentes na sexta temporada da série “So You Think You Can Dance”. Ela acabou por ser sagrada a grande vencedora desta temporada. Verdade seja dita, foi a única que eu vi.
A coreografia é de Travis Wall. Conta a história que a própria música, de Jason Mraz, também conta: a de dois grandes amigos que estão prontos para algo mais.
E, uma vez mais, aqui fica a questão do timing. Dava jeito, muitas vezes, termos uma pessoa a coreografar as nossas vidas, a controlar os timings para nos apaixonarmos, para tomarmos decisões, para agirmos, para dizermos coisas ou guardarmos para mais tarde. Para isso fazemos planos. Mas, convenhamos, às vezes a mais bonita das artes é descoberta no improviso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s