És o final errado de uma história nem começada

And love’s so many, many things
How come it doesn’t mean a thing to me?

E o amor é tantas, tantas coisas
Como é que para mim não é coisa nenhuma?

Estou fria, mas não sou assim
A minha substância, prestes a congelar
Viaja aos confins da apatia
E logo regressa para me atormentar

O “tu” que não és vagueia demasiado
Demasiado longe, demasiado baço, demasiado nada
Da demasia que é e que me afoga
É o final errado de uma história nem começada

Fátima, 01:09, quarto ao qual provavelmente nunca vou voltar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s