Revolutionary Road, de Sam Mendes

Resumo, segundo o IMDB (traduzido): “1955. Frank e April Wheeler, no sétimo ano do seu casamento, caíram numa vida que, à maioria, parece perfeita. Vivem nos subúrbios de Connecticut com duas crianças. Frank viaja regularmente até Nova Iorque, onde trabalha num escritório, enquanto April fica em casa (…). Mas eles não são felizes. April deitou por terra o seu sonho de se tornar actriz e Frank odeia o seu trabalho (…). Um dia,  April sugere que se mudem para Paris (…) como meio de darem um novo ânimo às suas vidas. O plano de April consiste em ser ela a trabalhar (…), enquanto Frank teria tempo livre para se encontrar a si e à sua paixão. A princípio relutante, Frank acaba por concordar com o plano de April. Quando as circunstâncias mudam para os Wheelers, April decide fazer o que for preciso para sair da infelicidade da sua existência.”

Género: Drama

Realizador: Sam Mendes

Baseado no romance de Richard Yates de 1961 com o mesmo nome

Argumento: Justin Haythe

Lançamento Oficial: 26 de Dezembro de 2008

Com… Leonardo DiCaprio (Frank Wheeler), Kate Winslet (April Wheeler), Michael Shannon (John Givings), Kathy Bathes (Mrs Helen Givings), Richard Easton (Mr. Howard Givings), Ryan Simpkins (Jennifer Wheleer), Ty Simpkins (Michael Wheleer)

Nomeações: Melhor Direcção Artística, Debra Schutt e Kristi Zea (Academy Awards, BAFTA Awards, Satellite Awards); Melhor Guarda-Roupa, Albert Wolsky (Academy Awards, BAFTA Awards, Costume Designers Guild; Melhor Actor Secundário, Michael Shannon (Academy Awards); Melhor Actriz, Kate Winslet (BAFTA Awards, Screen Actors Guild); Melhor Actor, Leonardo DiCaprio (Golden Globe Awards, Satellite Awards); Melhor Adaptação de Argumento, Justin Haythe (BAFTA Awards, Satellite Awards); Melhor Filme – Drama (Golden Globe Awards, Satellite Awards); Melhor Realizador, Sam Mendes (Golden Globe Awards).

Prémios Ganhos: Melhor Actriz, Kate Winslet (Golden Globe Awards, St. Louis Gateway Film Critics Association, Vancouver Film Critics Circle), Melhor Actor Secundário, Michael Shannon (Satellite Awards), Top 10 Filmes 2008 (Satellite Awards).

Este filme, repleto de nomeações e prémios atribuídos no passado ano 2009, cultivou as minhas expectativas pelas críticas extraordinárias que recebeu e pelo facto de reunir uma vez mais dois actores que ficarão sempre na nossa memória com o célebre Titanic, no qual representavam o papel de um casal apaixonado, numa história com laivos de Cinderela, com princesa encantada em vez de príncipe. A química entre os actores continua a transparecer em Revolutionary Road, embora num registo completamente diferente, com um fim igualmente trágico. O argumento está muitíssimo bem conseguido. Embora não conheça o livro, acredito que o filme terá feito justiça à história contada por Richard Yates, nos anos 60. Aqui, o conformismo é inimigo da felicidade, mas o desejo pela mudança assassino declarado. As lutas deste casal separaram-me do início ao fim do filme. Nunca consegui decidir qual deles tinha mais razão, porque a minha posição mudava de uma pequena luta para outra grande discussão. Fica ainda registado o poder do silêncio, que por vezes tanto pedimos e pode ser ainda mais valioso do que muitas conversas numa relação; que, em vez de fosso, é ponte. Este silêncio que não acredito ser completamente possível. E um desespero por sair da mediocridade, enquanto os outros nos amarram mãos e pés, amordaçando-nos à nossa própria desolação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s